quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Treinador não é mágico, nem entra em campo


Nação alvinegra,

Uma grande falácia do futebol parece que está caindo por terra neste campeonato brasileiro. A de que a chegada de um novo técnico provocaria uma mudança de atitude no grupo de jogadores, e que, a partir disto, eles apresentariam uma maior produtividade em campo. Os exemplos de Renato Gaúcho no Fluminense e de Estevam Soares no Botafogo, só pra citar exemplos de times grandes, confirmam que apenas essa troca não é suficiente para desencadear tamanha transformação. Por mais que os novos comandantes sejam competentes ( ou não), eles não são mágicos, não podem tirar leite de pedra, e nem entram em campo.

Ontem, na derrota alvinegra para o Santo André, Estevam cansou de gritar à beira do campo e de tentar corrigir o posicionamento dos jogadores. Não adiantou, seus comandados continuavam apáticos, errando muitos passes, dando espaço para os atletas do ABC, e não criando praticamente nada de perigoso para a defesa adversária.

Diante deste panorama, é providencial que o Glorioso contrate, pelo menos, 3 reforços, que já cheguem para serem titulares, porque do contrário, a volta para a segunda divisão será inevitável. Não é possível que um cabeça de bagre feito o zagueiro Emerson; um peladeiro e rei da displicência como o Eduardo, entre outras bábas da nossa equipe, continuem sendo titulares. No meio-campo, à exceção de Lúcio Flávio (que parece estar readquirindo seu bom futebol e que desfalcou a equipe na derrota de ontem), não temos nenhum meia criativo, habilidoso e que organize as jogadas do time. Vocês que lêem poderiam até me perguntar: mas e o Jônatas? Eu vos responderei: parece que o Jônatas deixou no Flamengo o bom futebol que apresentava, em algumas partidas.

No ataque, o André Lima tem faro de matador, mas me desculpem seus fãs, é limitado. Às vezes, parece mais preocupado em coreografar a torcida do que em jogar. Victor Simões, tem força física mas também é fraco. A alcunha de pantera não cabe a ele, e chega a ser uma ofensa ao nosso eterno ídolo, Donizete. Reinaldo, de quem se poderia esperar alguma coisa, está se mostrando um verdadeiro chinelinho, e quando entra em campo não faz nada.

Em vista de tantas carências, nosso treinador já busca reforços para a zaga. De acordo com o jornal Lance!, Daniel Marques (Barueri) e Gabriel (Paraná) são os nomes preferidos de Estevam para reforçar o Alvinegro. Para o meio-campo, o nome que está sendo ventilado é o do meia Rafinha, do Paraná, que segundo o técnico alvinegro, arumou o time paranaense. Já para o ataque ,é aguardada para as próximas horas o anúncio de Maurício, atacante do Villareal, revelado nas divisões de base do Fluminense.

Alguma coisa precisa ser feita urgentemente, pois se formos contar apenas com o futebol de nossos atuais jogadores, faremos companhia ao Fluminense, ano que vem na série B.

Um comentário:

Nuno disse...

Meu amigo Venâncio, uma homenagem pra vc: http://www.wittycomics.com/comic/52742