sábado, 24 de abril de 2010

O ócio criativo

Cruzmaltinos desse planeta,

mais um período quase sem jogos, para desespero da imprensa esportiva preguiçosa. Nesses períodos ociosos, ao invés de procurarem um bom livro pra ler ou um filme pra assistir, nossos colegas jornalistas se dedicam a inventar boatos. Não precisa de fonte, basta chutar fatos aleatórios, de preferência que criem um clima polêmico. Pois, mais uma vez, o Vasco começa a ser vítima das especulações sem nome ou endereço, publicadas por gente que tem o teclado mais rápido do que o telefone para tentar confirmar qualquer informação.
O boato da vez diz respeito da transação mirabolante que levaria o capitão Cazalberto a vestir a camisa do Urubu. Que o time dos mulambos sofrerá um desmanche brabo após a Copa, isso é notório. Que o pessoal da Gávea está fazendo jus ao mascote e rapinando os demais clubes também não é segredo. Mas, sinceramente, não acredito que um jogador como CA19 jogará no lixo uma relação já consolidada na Colina pra se aventurar no ninho do urubu, onde brota discórdia e falta de profissionalismo. Além disso, a especulação não faz sentido. Se Vagner Love é do CSKA e o Werder Bremen se interessa por ele, eu até acredito que nosso capitão poderia parar na gelada Moscou, mas não faz sentido mandá-lo pro Império do Mal. O que os russos lucrariam com isso? Mais uma vez, vejo somente a indústria de boatos funcionando. Até quando a torcida vai ficar dando moral - Via Orkut - pra esses caras que só querem lucrar em cima do nome Vasco da Gama!?

...

Também não tem cabimento ficar dando trela pra boato que coloca Deco e Zé Roberto na Colina. Ora, Deco já disse repetidas vezes que, se voltar ao Brasil, será para o Corinthians. Além disso, o titular da seleção lusitana ainda tem um ano para cumprir com o Chelsea, que não vai liberá-lo antes de junho de 2011 se não for por um rio de dinheiro. Pra piorar, aos 33, 34 anos, Deco ainda será cobiçado por clubes de meia Europa e todo o Oriente Médio antes de voltar pro Brasil. Esqueçam!
Zé Roberto já está com quase 36 anos, e é possível que seu ciclo de alto rendimento na Europa esteja chegando ao fim. Porém, ao deixar o Santos em 2007, o jogador reclamou que no Brasil não tinha a liberdade que tem na Europa, e chegou a dizer que sua vida estava lá. Realmente, deve ser difícil ganhar dinheiro de se carregar em baldes e ter que ficar se preocupando com a possibilidade de sequestro de seus familiares a todo momento. Não o condeno. Agora, pensem comigo: se ele tinha esse medo no litoral paulista, como seria na GTA: Rio de Janeiro?
Os dois são craques, mas só pisarão em São Januário se for a passeio. Conforme-se, torcida.

...

Os boatos também dão conta do interesse no zagueiro/modelo/manequim Dalton, do Tricoflor, mas ele mesmo diz que prefere atuar fora do Rio. Não faltam clubes interessados no garoto. Portanto, fim de história.

...

As negociações com os dois atacantes argentinos parecem estar em níveis diferentes. Ariel tem um pré-contrato com o coxa, o que dificulta sua vinda. O Vasco pode se aproveitar da barca da dispensa e mandar alguém pra capital paranaense (Ricardo Lucas!?). Já Ezequiel "El Raio" Miralles é dado como reforço certo na Colina pela imprensa chilena. Pelo que andei vendo por aí, não é o atacante matador que precisamos, e sim um velocista que cai bastante pelas laterais do campo. Não sei. Se vier baratinho, tudo bem, mas eu não apostaria meus últimos tostões nele...

2 comentários:

Felipe Hutter disse...

Ezequiel quem? HAHAHAHA

Só para atualizar a situação do Dalton: ele não conseguiu a tutela antecipada para se desligar do FLu agora. Terá que esperar até novembro para a próxima audiência. Até lá, o zagueiro é do Fluminense e tem se complicado bastante com o clube, já que mesmo perdendo parcialmente a causa, ainda não se reapresentou para treinar. Ou seja, até novembro ninguém leva, só se o Flu resolver utilizá-lo como moeda de troca para trazer alguém para as Laranjeiras. O que é o melhor a se fazer.

El Rafo Saldaña disse...

Já ouvi tantas vezes isso... Valdir Bigode!?? Edmundo!?

De vez em qndo dá certo...