quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Depois da tempestade, vem a bonança ??

Vários companheiros alvinegros me falaram que o menor culpado da catástrofe do último domingo no Engenhão foi o Estevam Soares. Mas independente de culpa ou responsabilidade, não existia a menor condição de nosso ex comandante permanecer em General Severiano depois de um 6 a 0 (fora o baile) aplicado por um de nossos maiores rivais. E pra dizer a verdade eu acho que um dos grandes culpados foi o Estevam sim. Um treinador que insistia em escalar Fahel e Eduardo ( só pra falar das escolhas mais estapafúrdias) não deve ser lá um grande entendedor de futebol. Já foi tarde o nosso Fred Flintstone.

Contrariando sua lentidão habitual, a diretoria alvinegra agiu rápido e contratou um velho conhecido do futebol carioca: Joel Santana. Não vou dizer que seja um dos meus preferidos entre os que estão na ativa, mas o Natalino sabe armar um time, e quando o elenco é limitado (como é o do Botafogo) sabe montar uma retranca como poucos.Além do mais, é o segundo maior treinador vencedor de Cariocas, com seis conquistas ( Flamengo e Vasco 2 vezes cada, e Flu e Bota 1 cada um), perdendo apenas para Flávio Costa ( 8 conquistas). Isso deve significar alguma coisa, não?

Falando especificamente da vitória de 2 a 1 sobre o Tigres em São Januário, não dava pra esperar muito além do ocorrido. Um time nervoso em campo, sofrendo com a pressão da torcida e tendo que mostrar serviço para o novo treinador que acompanhava a partida de uma tribuna do estádio. O time não esteve bem, mas não teve dificuldades para vencer o adversário. Só consigo destacar o Herrera que mais uma vez demonstrou muita disposição e aquela garra argentina muito difícil de se encontrar entre os brasileiros. Mais uma vez o sistema defensivo se mostrou muito frágil e a equipe de Duque de Caxias só não fez 2 ou 3 gols porque seu atacante, um tal de Gilcimar, não tinha vaga nem na Pelada de Quinta que eu e Rafo Saldaña jogamos. Outro ponto negativo foi a atuação de El Loco Abreu. Sem um esquema que abuse das jogadas pelas pontas o atacante uruguaio jamais aproveitará o que tem de melhor: sua estatura. Um lance emblemático de como o time está jogando errado foi uma bola que Lúcio Flávio enfiou para El Loco para que ele disputasse corrida contra o zagueiro. Deus do Céu!!!

Uma faixa da torcida chamou a atenção no jogo de ontem, com os dizeres: "Fora Lúcio Flávio, Alessandro, Eduardo e Fahel". Parece que os deuses do futebol já estão começando a colaborar conosco. Fahel recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o América no sábado na estreia de Joel Santana. É a deixa para Somália entrar na equipe e Fahel nunca mais voltar. Outra notícia boa foi a contratação do lateral direito Jancarlos que estava no Cruzeiro. Em outras palavras: Se manda Alessandro!!

Para a partida de sábado contra o Ameriquinha, Joel já afirmou que não irá fazer muitas mudanças na equipe. Jefferson que se contundiu num choque com Gilcimar não deve ter condições de jogo, assim como Leandro Guerreiro e Fahel, suspensos. O Botafogo não pode dar mole contra esse timeco do Bebeto, porque do contrário vai acabar perdendo a vaga nas semifinais para o Madureira. O que seria vexatório!! Se liga Fogão!!

3 comentários:

rafael botafoguense disse...

chegou o jancarlos,alessandro deu pra ti,pote de fezes!

El Rafo Saldaña disse...

O Tigres é de Xerém, não?

El Rafo Saldaña disse...

Xerém - que eu sempre achei ser município - na verdade é distrito de Duque de Caxias.