quarta-feira, 25 de julho de 2012

Me engana que gosto

Companheiros Flamengos...

Agora que o Natalino dançou e aquela imagem grotesca do cara tendo pequenos ataques isquêmicos transitórios já ficou para trás, temos que voltar nossos canhões para os outros fronts dos inimigos.
Tá certo que a demissão do Conhaque foi uma atitude sensata, racional e terrivelmente tardia.
Tá certo também que me sinto aliviado por não ter que ouvir sua senis e débeis entrevistas, e minha garganta e meu coração agradecem não ter que xingá-lo a cada 5 segundos.
Mas está tudo extremamente longe de se resolver.
Continuam  a infestar a maravilhosa vista da Lagoa pestes da mais alta virulência, começando pela sala presidencial, descendo às vice-presidências e conselhos deliberativo, fiscal, sanitário e outros...
Ressalto a importância, ainda que momentânea e transitória do Zinho, que como eu já disse, pegou a baranga já de saia na mão. Com ou sem contratações o cara vem tendo uma postura no mínimo coerente máscula, coisa que andou faltando no Flamengo há algum tempo.
A saída do Joel não resolve um décimo dos problemas do clube, mas já alivia a pressão sobre o time que é bem limitado.
O boato já comentado pelo Saldanha, o Rafael, não foi plantado para desestabilizar o Vasco; para desestabilizar o vice, basta dizer que tem jogo contra o Mengão que os bigodes bacalhescos de arrepiam todos. Se estiver valendo então uma paçoca velha, o cagaço desce e a peidação come solta.
Trazer Felipe para o Flamengo, aos 34 anos, jogando dia sim, dia não e ganhando 500 paus é pior do que pagar 1 milhão pro Diego, ou tentar contratar o Juan que jogou intermináveis 16 jogos no últirmo ano.
Até nós 4, pseudoblogueiros, barrigudos e sedentários corremos mais que esse moço ano passado.
Enfim, não vai contratar ninguém que resolva, logo é com essa patota que vamos pra festinha mesmo.
Para o jogo contra a Portuguesa, que é uma espécie de Vasco só que sem tantos vices, o Jaime de Almeida, ex-zaguerio do Mengão vai comandar o time e de cara já trocou o Canela pelo Mattheus Bebetinho.


O novo 10?

Pode tomar até uma sacolada quinta-feira no Rio, mas só por essa atitude merece aumento de salário, plano de saúde e uma cerva gelada na barraca do Aguinaldo, ali no Leblon. Renato Abreu é o autêntico representante do pensamento pequeno, mesquinho e me engana que eu gosto praticado pela atual diretoria.
Não joga porra nenhuma, fala groselha a torto e a direito, faz merda industrialmente e dez vez em quando engana uns bobos com gols de falta. Uma lástima que erra todos os passes que tenta e ganha uns bons 250 contos mensais. Sacá-lo do time é um alento à esperança da torcida. 
Se o menino Mattheus vai ou não jogar para cacete ainda não dá para saber, mas que já adianta...isso é verdade.
Possivelmente vem aí Dorival Júnior.


Nos tempos de meiúca, sobrinho de Dudu, ídolo do Palmeiras




Eu gosto.
Sabe armar time ofensivo, ainda não tem certos vícios de treinadores mais antigos, enfim, é um sopro de novidade num mar de Joéis, Abéis, Muricyés, Vanderléis...
Não é nenhuma bala que matou Kennedy, mas é um salto de 50 anos em pensamento do futebol.
Espero que dê certo e que ele consiga fazer com os jovens do Mengão o que os últimos treinadores não conseguiram...botar pra jogar.
Tchau Joel, agora que você vazou, volto a ser teu fã...mas stay away from Gávea, alrráiti?


SRN

Música do Dia - Lobão - Decadance avec elegance

3 comentários:

JTVascão disse...

Te dou 5 jogos pra você constatar o óbvio: Dorival é um péssimo treinador.
Em tempo: fontes indicam que Titi, Gean Mariano, Fernandinho e Rodrigo Pimpão estão à caminho da Gávea.

El Rafo Saldaña disse...

Não acho o DJ péssimo treinador, mas recomendo a vc a leitura das colunas que publiquei aqui no longínquo 2009, quando ele era nosso técnico. Aí vai ver que com Dorival, o esquema é ganhar de 1x0 do ABC com o time todo lá atrás ou empatar fora de casa com o Ceará que é "um bom resultado"...

Henrique Binato disse...

Saldanha...nada pode ser pior que a passagem do Luxa e nem do que o Joel.