segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Mania de perseguição

Amigos tricolores,


Das várias manias dos torcedores, talvez a mais patéticas seja a mania de perseguição. Certos clubes se dizem sempre prejudicados e seus torcedores só ficam felizes quando podem repetir essa profecia do mal.

Quando eu morava em Porto Alegre, eu presenciei um caso bem interessante desse fenômeno. Em 2008 o Grêmio disparou na liderança do Brasileirão. Chegou a ter 10 pontos na frente do segundo. Pois, enquanto durou esse reinado, não se via um tricolor na rua. Porém, foi só o time da Azenha perder o primeiro posto para que pipocassem camisas e bandeiras por todos os lados. Acostumado ao discurso da perseguição, o torcedor gremista parecia incomodado, envergonhado até, com aquele sucesso todo, e se sentiu muito mais à vontade quando o time deixou os holofotes e ele pode resgatar as velhas teorias conspiratórias.

O mesmo acontece esse ano, com a torcida bacalhau. Ao invés de olhar pras limitações do seu time, pra incompetência que ele demonstrou nas diversas oportunidades que teve para assumir a liderança, ele se agarra a uma fantasia, criando até mesmo um site boboca, espécie de tamagotchi, bichinho virtual que se alimenta da imaginação e chororô desse tipo de torcedor.

A reclamação sobre o jogo de ontem é a prova inconteste disso. Vamos aos fatos:

No primeiro lance de ataque do Vasco, realmente houve um impedimento mal assinalado pela arbitragem. Não dá pra dizer, porém, que foi um gol mal anulado pois, quando o Diego Souza chutou, o jogo já estava parado. O juiz poderia até ter dado cartão amarelo pro vascaíno, assim como ele fez em jogada semelhante no segundo tempo. Além disso, estávamos no primeiro minuto da partida. Caso a jogada tivesse sido validada, o jogo seria outro dali pra frente. Dizer que o Vasco teria, simplesmente, um gol a mais no placar final (como faz o tal site de ficção) é simplesmente ridículo.

A reclamação do rigor dos cartões é ainda mais desvairada. O carrinho do Alan no Carlinhos é um lance simples, página 2 de qualquer manual de arbitragem. O vascaíno matou um contra-ataque tricolor com um carrinho por trás, sem a menor intenção ou possibilidade de atingir a bola. Vermelho direto. Até a geladeira aqui de casa sabe disso... E o que dizer desse menino, revelação do Brasileirão de 94, que cometeu pelo menos 4 faltas violentas e continuou em campo? Ora, se houve algum absurdo aqui, foi o fato de o Vasco ter terminado o jogo com 11 jogadores.

Por fim, o lance do gol tricolor foi absolutamente legal. O Fred tá parado, olhando pra bola, enquanto Renato [Aragão] Silva, vai recuando. Ao perceber que não chegaria na bola, e sentindo a presença do atacante atrás dele, Didi (o parceiro do Dedê) abre os braços e se joga pra frente (talvez com medo da fama de comedor do artilheiro). Em nenhum momento o jogador vascaíno foi empurrado ou coisa que o valha. Ele simplesmente se atira, tentando ludibriar o árbitro.

Assim, não há porque os vascaínos reclamarem da arbitragem. Ela em nada atrapalhou o Vasco no empate de ontem. É isso mesmo, meus amigos, no EMPATE. Isso porque, durante o chilique do banco vascaíno, os jogadores tricolores ficaram sabendo da vitória do Corinthians. Naquele momento o campeonato acabou. Sem nenhuma vocação pra vice, todo o resto do jogo passou a ser mera formalidade. Eu mesmo levantei do sofá e fui cuidar da vida. O que aconteceu daí por diante não tem a menor importância.


PS.: Estive uma semana sem internet, então não comentei posts passados. Mas achar que o Vasco tá com o time preparado pra Libertadores do ano que vem é piada, né?! Só se for pra Libertadores de master, ou alguém acha que esse meio-campo geriátrico aguenta mais uma temporada?

18 comentários:

Anônimo disse...

Excelente post!

Concordo com tudo que disse, e também acho que o Fluminense deu uma amolecida no final depois que soube que o jogo do Corinthians tinha acabado.
Devia ter empatado com o Vasco para não dar chances ao vice.

www.mundobola.com.br/Fluminense

JTVascao disse...

Quem sou eu pra discordar do meu melhor freguês. Os torcedores do FluminenC têm sempre razão.
Sobre libertadores, realmente você conhece tudo dessa competição. Poderia contar pra gente onde você estava, como foi seu dia, no dia em que o FluminenC foi campeão? Xiii, desconfio que você contará um sonho...

JTVascao disse...

Aliás, esqueci de uma coisa: sempre que eu conheço um torcedor do FluminenC (o que acontece 1 vez por ano,no máximo, dada a escassez), eu faço uma pergunta: você tem uma estátua do Eurico na sua casa? Sim, porque todo tricolor com um mínimo de gratidão deveria ter. Se não fosse o Eurico,vocês estariam na série C até hoje.

Marcelo Braga disse...

Renato, você ainda esqueceu do pênalti que o Sobis sofreu ao ficar frente a frente com o gol, mesmo demorando 2 anos pra se ajeitar, ele foi atropelado por trás.

Quanto ao time vascaíno, sinceramente, só de elogiar sua força de vontade mesmo. Pois não tem um centroavante, não tem lateral esquerdo e, ainda, conta com Renato Silva na zaga, assim, só na base da vontade mesmo.

O time do Corinthians é mais arrumado e tem peças de reposição a altura (se dá ao luxo de ter o excelente Alex no banco de reservas). Então, não consigo enxergar um ótimo time do Vasco, mas sim um elenco com muita força de vontade, que faltou em muitos jogos da equipe tricolor nesse Brasileirão.

Agora é aguardar o Fred ser o artilheiro e craque do Brasileirão.

Abs!

Saudações Tricolores!

Marcelo Braga disse...

Ao desavisado, quem tirou o Fluminense da Série C foi um Campeão chamado Carlos Alberto Parreira e mais ninguém.

Quem tem que agradecer sempre ao Eurico são justamente vocês vascaínos, pois nunca ganharão a quantidade de títulos que ganharam em seu mandato, claro, sempre dando o seu jeitinho.

Marcelo Braga disse...

Ao desavisado, quem tirou o Fluminense da Série C foi um Campeão chamado Carlos Alberto Parreira e mais ninguém.

Quem tem que agradecer sempre ao Eurico são justamente vocês vascaínos, pois nunca ganharão a quantidade de títulos que ganharam em seu mandato, claro, sempre dando o seu jeitinho.

Marcelo Braga disse...

Apesar de todas as críticas ao escrete vascaíno, seria interessante um tricampeonato carioca no Brasileirão, como torce o nosso comandante Abelão. Eis a combinação de resultados publicada no Blog do RMP:

Vasco 2 x 1 Flamengo
Corinthians 0 x 1 Palmeiras
Botafogo 2 x 1 Fluminense
Avaí 3 x 2 Figueirense
Internacional 1 x 1 Grêmio
Atlético-PR 2 x 0 Coritiba
São Paulo 0 x 0 Santos

Desta forma, o campeonato terminaria assim:

1) Vasco: 71 pontos
2) Corinthians: 70
3) Fluminense: 62
4) Flamengo: 60
5) Botafogo: 58 (empatado com o Inter, mas levando vantagem no número de vitórias: 17 a 15)

Perfeito, não? Só a lamentar o Maracanã em obras.

Renato Saldanha disse...

JTvice, pq nao fazemos um trato: Nós jogamos a série B, e vcs devolvem o brasileiro de 74 pro cruzeiro (a final tinha que ser no mineirao), jogam de novo a final contra o palmeiras de 97 (mas desta vez, sem o Edmundo em campo), assim como a final de 2000 (sem o Romário em campo, que já havia sido substituído). Além disso, devolvem tb o tri carioca de 92-93-94 (quando ficou provado, e foi amplamente divulgado, que havia um esquema entre o caixa d´agua e o eurico pra beneficiar o vasco). Trato feito?

Marcelo Braga disse...

Sem contar a final do JH de 2000 que foi realizada em 2001 com o time do São Caetano já sem os seus jogadores.

Ah, com certeza é raro vc se encontrar com algum tricolor porque os locais que vc frequenta deve ser bem difícil de achá-los.

JTVascao disse...

E vocês devolvem o carioca de 85 pro Bangu, quando o José Roberto RATO não marcou o pênalti mais claro da história do Maracanã.
74: nada mais foi do que a influência que o eixo RJ-SP tinha naquela época.
97: só devolvemos se o Palmeiras devolver o de 94, quando fez a mesma coisa com o mesmo Edmundo.
2000: é natural o desespero tricolor, afinal o São Caetano, vindo nem sei da onde, eliminou o grande FluminenC no Maracanã com a contribuição do goleirão Murilo.
92-93-94: sem sacanagem, nesses 3 campeonatos, Vasco e Fluminense devem ter jogado umas 10 vezes, e só perdemos 1: o segundo jogo da final de 93. Então fica muito feio dizer que havia armação né? Mas de qualquer forma, se teve armação nesses anos, por que não teve em 95? A federação do Rio mudou nesse ano? Mas eu não quero manchar o carioquinha de 1995 não. Afinal foi o único título do FluminenC em 20 anos (de 1985 a 2005).

El Rafo Saldaña disse...

É engraçado como os tricolores s~çao contraditórios em seus chil...Ops Reclamações. Nem os cruzeirenses reclamam do título de 74. O Cruzeiro perdeu o mando de campo pq um dos dirigentes das Maria Celestes invadiu o campo pra bater no juiz na semi-final. Jamais vi um palmeirense reclamar da final de 97 (q foi 0x0. Tirar o Edmundo pra colocar mais um volante?). O jogo de 2000 foi reiniciado, nada no regulamento dizia q não poderíamos contar com Romário. E o Tri de 92-93-94 foi combinado com o Ricardo Pinto, pra ele furar a bola do Bi e deixar ou Valdir entrar qse com bola e tudo? Ou foi combinado com a zaga do Flu, que deixou o Jardeu fazer dois gols com o pés (humilhação máxima).

É raro ver tricolores pq, mesmo vencendo um campeonato e disputando duas libertadores nos últimos anos, a torcida de vcs continua do tamanho da do Bahia...

Enfim, o Vasco teve gol mal anulado contra o Figueirense, contra o Santos, pênaltis não marcados contra o mesmo Santos, contra o São Paulo, contra Mulambos e contra o Palmeiras.
Marcelo chega ao absurdo de dizer que não vê qualidades no time do Vasco. Que falta um lateral-esquerdo e q a zaga tem o péssimo Renato Silva. Sim, isso é verdade. Mas tem um meio de campo 1000 vezes mais talentoso do que o do Laranjal e do Pq São Jorge juntos (Rômulo, Allan, Felipe e Juninho), o melhor zagueiro do Brasil, um goleiro firme e atacantes que têm estrela. Não ver isso é ser cego.

Vcs encarnam essa idiotice do chororô pq SABEM que o Vasco foi roubado. Esse campeonato, se os 88% de chance do Corinthians prevalecerem, será um novo 2005 - com nosso time no lugar do Inter. Ainda bem q Andrea Sanchez não tem poder na Conmebol...

E falar que o Flu entregou é muito MIMIMI... Por enquanto, vocês ainda estão garantidos somente na pré-Libertadores. Podem fazer feio que nem o Corinthians esse ano...

Marcelo Braga disse...

Vejo o Fernando Prass como um ótimo goleiro sim. Dedé é um ótimo zagueiro também, mas nem aos pés de ser um "mito" como vcs dizem. Juninho, Felipe e Diego Souza já foram craques e nesse campeonato estão vivendo de lampejos. Quem é Rômulo? Quem é Allan? A atuação do Deco domingo foi muito melhor que de qualquer um da meia vascaína, inclusive com um lençol desmoralizante pra cima do Felipe.

Quanto a invasão de campo o Eurico entende muito bem disso.


Não é qualquer pé-rapado que nasce tricolor, que tem o sangue encarnado com as 3 cores que traduzem tradição. Não é por acaso que somos a torcida mais bonita do futebol brasileiro.

Ah... e se vocês quiserem saber como é se classificar na Sulamericana jogando no Estádio de Santa Laura contra La U, pergunte-nos como.

ST

Marcelo Braga disse...

Vejo o Fernando Prass como um ótimo goleiro sim. Dedé é um ótimo zagueiro também, mas nem aos pés de ser um "mito" como vcs dizem. Juninho, Felipe e Diego Souza já foram craques e nesse campeonato estão vivendo de lampejos. Quem é Rômulo? Quem é Allan? A atuação do Deco domingo foi muito melhor que de qualquer um da meia vascaína, inclusive com um lençol desmoralizante pra cima do Felipe.

Quanto a invasão de campo o Eurico entende muito bem disso.


Não é qualquer pé-rapado que nasce tricolor, que tem o sangue encarnado com as 3 cores que traduzem tradição. Não é por acaso que somos a torcida mais bonita do futebol brasileiro.

Ah... e se vocês quiserem saber como é se classificar na Sulamericana jogando no Estádio de Santa Laura contra La U, pergunte-nos como.

ST

Jonathan disse...

Aonde o Vasco tem um meio de campo melhor que o Corinthians?
E AONDE o Corinthians está sendo beneficiado?
O time mais beneficiado do campeonato foi o Cruzeiro. Você pode ver nas estatísticas.
E parem de falar merda de Corinthians ser beneficiado, pq se fosse, não teríamos caído em 2007, nem perdido o campeonato ano passado para o próprio Fluminense.
Se o Corinthians n ganhar o campeonato, foi pq perdeu pro América. Se o Flu não está disputando mais o título é pq TAMBÉM perdeu pro América em casa. Se o Vasco não depende de sí, é porque empatou em um jogo que deveria ter ganho. E assim vai.
Deixa de ser ridículo.

Renato Saldanha disse...

é longo, mas como o bom senso e raciocínio lógico nunca foram o forte da comunidade portuguesa, cabe alguns esclarecimentos. Vamos aos fatos:

1 - Caixa d´agua foi eleito presidente da FERJ graças a uma manobra (encabeçada por Eurico) que dava aos times pequenos o mesmo poder de decisão dos grandes. No fim, Fla e Fogo também passaram a apoiá-lo. Apenas o Flu, principal prejudicado pela manobra, se manteve firme na oposição (e por isso foi tão perseguido).
2 - O esquema para o Vasco sagrar-se penta carioca (de 92 a 96) foi denunciado em 94, e amplamente divulgado pela mídia da época (eu ainda devo ter os jornais em casa, se quiser vê-los). Na época, o chefe da comissão de arbitragem foi afastado, e ficou tudo por isso mesmo. Mas daí a seguir com esquema daria muito na vista.
3 – Mesmo assim, em 1995 Vasco e Flu jogaram 3 vezes. O Flu ganhou 1 vez, por 3 a 2, e houve dois 0 a 0. Nos dois o Flu foi garfado. No primeiro, um gol legítimo do Renato Gaúcho anulado (impedimento inventado). No segundo, outro gol. Não lembro quem chutou, mas lembro que o Pimentel tirou a bola já dentro do gol, e ainda brincou na entrevista: “só é gol quando a bola bate na rede”
3 - Em 96 o flu tinha um time medíocre, que foi rebaixado em campo. Ai estourou o esquema de manipulação de resultados, conhecido como caso Ivens Mendes. Em um país sério, as denúncias seriam investigadas e os clubes envolvidos punidos (na Itália, recentemente, o Juventus foi rebaixada por isso). Mas no Brasil, decidiram varrer a sujeira pra baixo do tapete. Como não puniram ninguém (o Corinthians e o Atlético PR, por exemplo), tiveram que virar a mesa pro Flu ficar quieto.
4- Vale lembrar que o Flu foi um dos grandes prejudicados do esquema do Ivens Mendes. Um dos juízes do esquema, José Aparecido de Oliveira (que recebeu para ajudar a Argentina na eliminatória de 94), foi o mesmo que em 92 apitou a final da Copa do Brasil (e garfou vergonhosamente o Flu).
5 – Também vale lembrar que o Flu não foi o primeiro nem o último clube a virar a mesa. Até então, era comum mudanças no regulamento e arranjos nos campeonatos para favorecerem os grandes. O vasco mesmo já se classificou em um brasileiro pelo critério renda! Como disse JTvice, “nada mais era do que a influência do eixo rio-sp na época”.
6 – Em 2000, o Flu jogaria a série B, após ser campeão da série C no ano anterior. Porém, após o caso Sandro Hiroshi, a CBF ficou proibida pela justiça de organizar o Brasileiro com o Botafogo e sem o Gama. Assim, os clubes montaram um campeonato usando como critério o apelo comercial dos clubes, e não os aspectos esportivos (como já tinha sido feito em 87). Portanto, a copa JH foi uma forma de salvar o BOTAFOGO, não o Flu.
7 – Aliás, será mesmo que o Flu foi beneficiado pela copa JH? Se pelo regulamento 3 clubes da segunda divisão e 1 da terceira se classificavam para a fase final do torneio, nao era mais fácil pro flu ter ficado na segunda divisão, enfrentado apenas equipes mais fracas, e se classificado sem problemas direto pra fase final (já que mesmo na primeira, o flu terminou a primeira fase em terceiro, à frente do Vasco, por exemplo).
Por fim, cabe dizer que o vasco foi um dos times mais beneficiados pelo tapetão no futebol brasileiro nos últimos anos, e (diferentemente de 2005) não há nenhum motivo que justifique o chororô atual. Se o Corinthians for campeão, será por méritos do Tite e de seus jogadores. Se não foi brilhante, o Corinthians sem dúvida foi a equipe mais equilibrada do BR-2011. Aliás, eu prefiro o meio-campo do Corinthians (Ralf-Paulinho-Danilo-Alex) do que o do Vasco.

ST

JTVascao disse...

Se você se lembra bem do caso Ivens Mendes, há de se lembrar da gravação envolvendo o Mário César Petraglia, então presidente do Atlético-PR, em que o resultado combinado era de um jogo Vasco x Atlético PR pela Copa do Brasil de 1996, em que até o Edmundo foi expulso e o Vasco perdeu por 3x1. No jogo de volta ganhamos por 4x3, mas fomos eliminados. Portanto, está muito claro que o Vasco foi vítima desse esquema.
Outra coisa: negar que o Vasco foi muito prejudicado no brasileiro desse ano é brigar com os fatos.
Se por má-fé ou ruindade dos árbitros, cada um que tire sua conclusão. Mas que o prejuízo aconteceu, isso é inegável.
E chega desse papo, afinal tenho uma semifinal de competição internacional hoje. Preciso me concentrar! Boa sorte, secadores!!!

Marcelo Braga disse...

Renato, no item 6 você pode considerar também que o São Paulo deveria perder os pontos dos jogos em que utilizou o Sandro Hiroshi, assim, seria mais um a ser rebaixado.

ST

Renato Saldanha disse...

É marcelo, foi justamente essa a bronca. Eles tiraram pontos do Sao paulo de alguns jogos e nao de outros, numa matemática tal que salvasse o botafogo e rebaixasse o Gama. E depois ainda dizem que a Copa joao havelange foi uma forma de ajudar o Fluminense, Fala sério!

ST