terça-feira, 11 de maio de 2010

Pensando o Brasileirão - o elenco

Cruzmaltinos desse planeta,

eu sei que deveria ter feito isso antes do jogo do final de semana, mas a dor pela eliminação na Copa do Brasil adiou essa análise mais racional das possibilidades do Gigante da Colina para o maior campeonato do ano. A primeira coisa que temos que pensar é o time. Nós precisamos contratar. Nem precisamos contratar muito, mas temos que contratar bem. Temos bons goleiros (Prass e Thiago), laterais-esquerdos (Ramon e Márcio Careca) e volantes (Nílton, Rafael Carioca, Souza e Léo Gago). Nesses três setores, podemos economizar nossos tostões, pois precisaremos. A zaga talvez seja o setor mais preocupante: temos um zagueiro realmente capaz de vestir a camisa cruzmaltina, Thiago Martinelli, mas mesmo assim ele não tem caixa pra ser O comandante da zaga. Titi pode até ser um reserva interessante, mas precisa de um jogador mais cerebral a seu lado. E esse cérebro não vai vir nem de Fernando nem de Dedé, já que os dois brucutus nunca primaram pela categoria. Gian é mais técnico que esses dois, mas está em má fase, fez uma gracinha da última vez que jogou e está de castigo. Talvez até entre na próxima barca. Pra zaga, precisamos de pelo menos duas contratações. Cesinha, do Santo André, pode ser uma, mas ainda assim precisaremos de pelo menos mais um beque. Embora parte da torcida discorde, acho que é na zaga que o Vasco deveria gastar a maior parte de seus recursos, talvez até repatriando um craque da Europa. Se o Lyon ficar mesmo de fora da Champions League 2010-2011, é bem capaz de passar por uma faxina no elenco. Nessas condições, teriamos uma remota chance de arrancar o zagueiro Cris do ex-clube de Juninho. O zagueiro Dalton está em litígio com o Tricolor, e seria um bom reforço, mas acho difícil também. A tendência é que Cesinha tenha que consertar sozinho a zaga cruzmaltina, tarefa muito improvável. Pra lateral-direita, temos um titular que se machuca muito (Fagner) e um reserva que - além de ser um lixo - está machucado (Elder Granja). O ideal seria contratar um novo jogador para a posição e mandar embora esse arremedo que contratamos como esperança no início do ano. Muito se falou sobre um lateral do Cerro Porteño que a imprensa esportiva paraguaia já dava como certo no clube da cruz de malta. Parece que a imprensa de lá é como a daqui: na falta de notícia, inventa. O setor de criação do meio-campo parece ser o mais enrolado do clube, mas uma luz começa a surgir no fim do tunel. A contratação de Zé Roberto é motivo para comemoração. O meia é experiente e - quando quer - joga bem. O problema é se quem estiver vindo pro Vasco for o irmão gêmeo malvado do jogador: o Zé Boteco. Se vier esse, os nossos problemas vão só se agravar. Outro que está sendo cogitado é o meia ex-palmeirense Diego Souza. Apesar do Corinthians estar de olho nele, parece que o jogador quer sair de São Paulo, o que pode nos ajudar. Aliás, vejo sua ida tão vantajosa para ele quanto para o Vasco: o clube da colina tem uma tradição longa de recuperar craques desenganados e transformá-los em xodós da torcida. De Edmundo à Carlos Alberto foi assim... Aliás, para pensar o meio-campo do Vasco pro resto do ano, tão importante quanto saber quem vem é conseguir manter quem já está. A saída do nosso capitão e do garoto-maravilha Philippe Coutinho aumentariam a carência do setor. Sinceramente, acho que o Vasco só conseguirá manter um dos dois. Do fundo do coração, espero que seja o segundo: por mais que Cazalberto seja importante e tenha feito um bom trabalho no Vasco, acho que talvez seu ciclo no clube esteja chegando ao fim. E o jogador, que não é burro, sabe que é melhor sair nos braços da torcida do que expulso pela mesma. Assim, a chegada de Branquinho, do Santo André, é fundamental para compor nossso elenco.

No ataque, temos atualmente somente um titular: o raçudo Élton. Espero estar errado, mas a contratação do centro-avante Nunes me pareceu equivocada. Pra jogar mais enfiado já temos o nosso titular e o artilheiro da segundona Rafael Coelho, que nunca consegue render justamente por ser escalado fora da posição. Temos assim 3 jogadores com as mesmas características de homem de área, e ficamos esperando um atacante que saiba jogar mais pelas laterais, em velocidade, buscando jogo. Rodrigo Pimpão poderia fazer essa função, como ele bem fez durante o Carioca e Copa do Brasil de 2009, mas para isso teriam que dar a ele uma sequência de jogos. Porém, isso demanda paciência, coisa que a torcida já não tem. Uma hora dessas escrevo especificamente sobre isso. Assim, precisamos de pelo menos mais uma contratação para o ataque para podermos aspirar qualquer coisa. E, mais importante do que todos esses, é preciso contratar um novo treinador. Alguém que saiba organizar essas peças de forma correta, que encontre um posicionamento que faça sentido. Alguém que não tenha medo de montar uma formação defensiva quando for preciso. No mercado atual, ficaria satisfeito com Abel Braga, que não é nem de longe o meu treineiro ideal. Mas, se é pra fazer apostas mais baratas, aceito a sugestão do mulambo Daniel Réche: vamos de Andrade! Bem ou mal, ele deu jeito num grupo muito mais problemático do que o do Vasco no ano passado. Foi demitido não por incompetência, mas por má gestão interna do Império do Mal. E, pra quem se esquece, já foi campeão brasileiro usando o manto cruzmaltino. Porque não?



Por mim, hoje, o time do Vasco deveria ser montado: 1- Prass; 23- Fagner, 13- Titi, 44- Martinelli, 33- Ramon; 6- Nílton, 14 - Souza, 27 - Léo Gago, 21- Zé Roberto; 30 - Philippe Coutinho (19 - Carlos Alberto), 9 - Élton. Mas, sempre tem um gênio pra discordar...


2 comentários:

Renato Saldanha disse...

E pensar que o Zé Roberto quase foi pras laranjeiras! Quando eu vi ele com a camisa do Vasco eu respirei bem mais aliviado.
abração
renato

daniel disse...

Zé Roberto tá fazendo falta lá na Gávea, pois fechava o lado esquerdo e atacava bem.
O Andrade pode conduzir o Vasco numa campanha digna, sem risco de rebaixamento. Vai ter um elenco sem muitas estrelas, o que vai facilitar sua imposição (já que, no cho que com medalhões, ele mostrou que asinda tem que melhorar)
Boa análise do elenco do Vasco.