terça-feira, 6 de outubro de 2009

Tóxico

Cruzmaltinos desse planeta,

bastou ficar alguns dias longe desse blog que o nosso comentarista tri-rebaixado (rumo ao tetra!) botou as manguinhas de fora. Rolou chororô antecipado, comemoração de goleada sobre time de várzea, etc... Foram tantas as loucuras que eu só posso pedir desculpas aos leitores e formular uma hipótese: ele deve estar no tóxico (ler com som de "CH"). Só pode. Vamos aos breves comentários:

1) Ganhar do Alianza não pode ser motivo de comemoração. Nunca. Não importa em quais circunstâncias. Golear com dois a mais então, nem se fala. Deveriam era ter vergonha mortal por terem tomado três gols de um time que não sabe nem o que é futebol...

2) Colocar a ordem de despejo do Vasco-Barra na conta de Roberto Dinamite é tão desonesto que chega a ser canalha. Até uma criança sabe que a situação financeira do Vasco é fruto da gestão do Sapo Gordo, e que o Vasco não pagará essa dívida enquanto os termos do contrato e a situação em que eles foram estabelecidos não forem completamente esclarecidos. Além disso, se formos despejados da Barra, continuaremos tendo São Januário. Ou seja: Nem rir da "desgraça" alheia os tricolores andam conseguindo.

3) Vocês se lembram daquele comercial da Amanco? Pois, poderiam fazer um com os times do Rio. Ao saber que as tubulações cortam a cidade, alguém na Gávea grita: "Campeão do Mundo!". Em São Januário, operários gritam: "Duas vezes campeões da América." Lá em General Severiano, um botafoguense louco (pleonasmo?) berra: "Campeões da Conmebol!" (o que já gera risos dos dois primeiros). Mas na Laranjeiras, um tricolor desesperado sussura pro outro: "Me dá um título! Me dá um título!" e o outro diz: "Taça Olímpica!".
Pois, Taça Olímpica é igual Miss Universo. Pior, é uma espécie de Miss Simpatia. O time ganha por ser "bonzinho". Um título decidido por um bando de velhos sentados numa sala tem o mesmo peso do "título" do Botafogo como um dos 11 melhores times do Século XX. E muito menos valor do que um torneio Cidade Maravilhosa.
Alguém tirar onda com isso me enche de vergonha alheia.

Bem, debatidas as perfumarias, comento rapidamente o jogo que quase não houve. São Pedro era contra, mas o homem de preto esperou quase uma hora e deixou a bola rolar. Parece que ele tinha medo do jogo ser remarcado e escolherem outro juiz para apitar. Talvez por já ter recebido adiantado.
O Bragantino não levou perigo à meta vascaína em momento nenhum e sairia com um 2x0 pelo menos se o juiz tivesse um pingo de decência. Ok, o primeiro pênalti não marcado foi "só" escandaloso, mas o segundo foi caso de polícia. O zagueiro cortou a bola com o braço tal qual um jogador de vôlei e nem acreditou quando não ouviu o apito. Ou será que ele já esperava isso?

Pois bem, agora temos que vencer todos os jogos para igualar o recorde do Corinthians. Não duvido que a gente consiga. Se os homens de preto deixarem...

Ah! Falando em recorde, me disseram que o Flamengo bateu o público da nossa festa de 111 anos... Também, distribuindo ingresso praticamente de graça... Quero ver colocar 80 mil cobrando preço normal...

7 comentários:

Léo Paiva disse...

Qto recalque...

Felipe Hutter disse...

Interpretação de texto realmente não é o seu forte...

El Rafo Saldaña disse...

Assim como títulos não é o forte do Tri-Rebaixado.

PCFilho disse...

O Fluminense é campeão mundial de 1952.

O Fluminense tem 8 campeonatos cariocas a mais que o Vasco, conquistados numa época em que era O MAIOR CAMPEONATO DO BRASIL.

Com todo o respeito à grande história cruzmaltina, não dá pra compará-la à história do Fluminense.

El Rafo Saldaña disse...

Quem é o Maluco aí de cima?

O mundial do Flu não é reconhecido. Se fosse, o Vasco ainda estaria na frente, já que ganhou o mesmo torneio no ano seguinte...

O Flu entrou no Campeonato carioca quase 20 anos antes do Vasco... E tem só 8 títulos a mais... UAU!

Esse time é uma vergonha!

Paulo Cezar Filho disse...

O Vasco não ganhou a Copa Rio. Houve apenas duas edições: 1951, vencida pelo Palmeiras, e 1952, vencida pelo Fluminense.

O Campeonato Carioca começou em 1906, sendo o Fluminense um dos fundadores.

O Vasco iniciou suas atividades no futebol em 1915. Sò chegou à Primeira Divisão em 1923, mas isso se deveu ao próprio fracasso nos primeiros anos. A "desvantagem" do Vasco nos estaduais é de apenas 9 anos (1906 a 1915).

Saudações Tricolores, de um cara que sabe história do futebol brasileiro.

Léo Paiva disse...

Saldanha, suas apurações jornalísticas envergonham a classe.