quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Derrota vergonhosa, time sem vergonha

Confesso que depois da derrota melancólica para o Vitória no último domingo em pleno Engenhão, não tive forças, muito menos o que dizer sobre o atual grupo de jogadores que representa o Glorioso, que tantas alegrias e títulos já deu para nossa imensa torcida. Esses jogadores que lá estão não têm nada de Botafogo, nada. À exceção de Leandro Guerreiro e do goleiro Jefferson, o que temos é um bando de jogadores picaretas e sem vergonha, que não tem o menor comprometimento com nosso manto sagrado e com nossa história.

No dia em que homenageávamos um de nossos maiores ídolos, senão o maior deles, Nilton Santos, a Enciclopédia do Futebol, com a inauguração de uma estátua em nosso estádio, nossos atletas fizeram uma das piores partidas da história do Botafogo de Futebol e Regatas. O que dizer de nosso ataque inoperante, da besta do Victor Simões que está em péssima forma física e técnica? O que dizer de nosso meio de campo repleto de jogadores lentos e sem criatividade?? O que dizer de nossa zaga? Que são um bando de frouxos? Acredito que ainda seja pouco.

Não tem explicação uma equipe que se diz profissional deixar um jogador adversário passar como quiser por ela, sem esboçar a menor reação, a menor luta. Por que então convocar a torcida pra comparecer e encher o Engenhão? Não dá pra aceitar esse tipo de coisa, de maneira alguma. O ideal seria rescindir o contrato de 95% de nossos jogadores e mandá-los pra casa do Carvalho. Mas como isso redundaria no rebaixamento do Fogão, alguma coisa precisa ser feita: alguma espécie de injeção de ânimo, trabalho psicológico, prêmio extra pela escapatória. O que não dá é continuar como está, com o time caminhando a passos largos para a segunda divisão. E cair pra série B não dá, é inadmissível. Uma vez já foi o suficiente. Esse negócio de reincidência é com o Fluminense.

Hoje enfrentaremos o Emelec no Equador, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul- Americana. E eu vou ser bem franco. NÃO LIGO A MÍNIMA pra essa competição, de nada adiantará conquistarmos esse torneio chocho, se formos rebaixados. Prefiro duzentas mil vezes continuar na Primeira Divisão à conquistar essa taça. É óbvio q ficarei contente se passarmos para a próxima fase, mas a torcida não pode se iludir , porque assim como aconteceu na quarta-feira passada, ganhar do MELECA é mais do que obrigação, porque é um time mais que horroroso, sofrível.

Espero que pelo menos o jogo sirva para que a besta quadrada do Estevam Soares consiga ajeitar o time para o jogo de domingo contra o Goiás, no Serra Dourada, esse sim q vale a vida do Botafogo. Em caso de mais uma derrota, a permanência do treinador será um ato, mais que de resignação, de loucura.

Não podemos dispor de um jogador como o Jônatas. Por mais que ele não seja um atletaque dê a vida em campo, sabe o que fazer com a bola e tem o toque refinado. Se ele continuar afastado para o jogo em Goiânia, é sinal que nossa diretoria não é séria. Já a mesma medida em relação ao Eduardo foi corretíssima, ou melhor, já deveria ter sido adotada há mais tempo.

Somos o lanterna do segundo turno. Até o Fluminense conseguiu vencer nessa última rodada. E se não abrirmos os olhos, eles escapam e nós caímos. Seria vergonhoso demais.

Acorda Fogão!!!!!!

3 comentários:

Ana Clara disse...

Rafael,parabens !!Belas falas!
Continuo dizendo que vc tem talento !!Gostei demais da conta!
Isso porque não sou muito adepta a futebol!Amei!Que vença o Bota né?
Sorte!

Felipe Hutter disse...

Uau!!!
Um comentário feminino...
Vc é o cara!!!

El Rafo Saldaña disse...

Morri