sábado, 19 de maio de 2012

Vai começar!


Fieis tricolores e hereges de outras cores,

A Conmebol que me perdoe, mas hoje começa o principal campeonato do ano. Ainda que a CBF faça de tudo pra avacalhar o torneio e que, em qualquer ranking, a Libertadores seja mais valorizada, eu não tenho dúvidas: o Brasileirão é o torneio mais legal do ano.

A primeira vantagem do Brasileirão é a proximidade dos rivais. É claro que vai ser bacana tirar mais uma vez o Boca, mas sejamos sinceros: quantos torcedores do Boca (torcedores mesmo, não secadores de ocasião) você conhece?

A imprevisibilidade também ajuda. O Brasileiro é mais equilibrado, e por isso mais afeito a zebras, do que o torneio continental. Isso porque é mais fácil encontrar 10 times competitivos no Brasileirão do que na Libertadores (recheada “bodes-cegos” venezuelanos, peruanos, bolivianos e etc).

Mas o ponto principal, pra mim, é a duração. Desde 2003, quando os pontos corridos foram adotados, temos um campeonato de 7 meses. E com jogos pra valer, sem fases classificatórias ou outras enganações. Desta forma, o campeão nunca o é por sorte. Basta ver que o título sempre fica com uma equipe que esteve na briga pela ponta por uns 5 meses (a única exceção foi 2009).

Em 2010 foi assim. O Flu passou umas 30 rodadas na ponta. E não pensem que isso tornou o campeonato monótono. Foram uns 6 meses de tensão e apreensão, com várias equipes no encalço e a liderança sendo desafiada toda a semana, principalmente pelo Cruzeiro e Corinthians. O título foi a prova cabal, incontestável, de havíamos sido o melhor time do ano. O grito de campeão, depois de tantos meses de expectativa, foi como um gozo tântrico. Prazer prolongado e transcendental.  


Previsões:

Não tenho dúvidas. O tetra só não vem pras Laranjeiras esse ano se houver o relaxamento habitual pós-título da Libertadores. Nosso principal rival pelo título será o Corinthians. O Santos chegará perto, mas as constantes convocações de Neymar, Ganso e Cia devem tirá-lo da ponta. Vasco e São Paulo devem brigar pela outra vaga na Libertadores (o Inter pode surpreender).

Na rabeira, não acredito em surpresas. Atlético-GO, Náutico, Sport, Portuguesa e Ponte Preta devem brigar pra ver quem se salva. Entre os grandes, apenas o Cruzeiro deve frequentar o Z4 durante o campeonato.

Façam suas apostas, pois é dada a largada!

ST

3 comentários:

Marcelo Braga disse...

Discordo, Renato. Ainda prefiro os campeonatos de mata-mata. Acho longo e monótono os pontos corridos. Claro que o melhor elenco, o time mais bem montado vence ou na falta de outro melhor.

Dois pontos que precisa mudar na Libertadores são os jogos na altitude e a arbitragem, que faz com que o campeão passe por adversidades além do adversário em campo. Prepare-se quarta-feira que já escalaram outro afilhado de Leoz, que fará de tudo pra não ter uma final brasileira.

Concordo com suas e previsões e acho que além do Cruzeiro, o Botafogo flertará com o Z4.

ST

Anônimo disse...

não é tetra mas nunca...
eticamente vai ser no máximo bi

El Rafo Saldaña disse...

Pra mim, de mata mata basta a Copa do Brasil, q a partir do ano que vem fica ainda mais legal com a volta dos clubes que disputam a libertadores...
Infelizmente, não sei se estou tão otimista com o Vasco esse ano... Sem técnico e com deficiências em algumas posições (mais um zagueiro, lateral esquerdo e atacante), ainda corremos o risco de perder alguns jogadores... Tomara q eu esteja errado, mas acho q o Vasco esse ano deve ficar ali pro sexto lugar...