domingo, 13 de maio de 2012

Flu campeão! Naturalmente!

Fieis tricolores, 

Um título sempre é único. Vale não apenas pela conquista em si (mais um troféu para o clube), mas pelas histórias e emoções que dele fizeram parte. Mas é preciso confessar que o Carioca já valeu bem mais. 

Pode até ser que, em uma época bem longínqua, cada título fosse motivo de efusiva comemoração. Isso talvez tenha sido a realidade na década de 10 ou 20 do século passado. Já em 1949, quando Lamartine Babo compôs as famosas marchinhas para os times cariocas (verdadeiros hinos no coração da galera), um título avulso já não era lá essas coisas. Não por acaso, o compositor preferiu exaltar na cancão tricolor os tricampeonatos de 17/18/19 e 36/37/38. Seguindo a mesma lógica, após o terceiro tri (em 83/84/85) passamos a exibir três estrelas acima de nosso escudo. 

Mas da década de 80 pra cá o campeonato carioca se desvalorizou ainda mais. A crescente valorização do Brasileiro (que ocupa cada vez mais espaço no calendário) e da Libertadores, aliado a campeonatos cariocas bagunçados e esvaziados, como o de 90 – quando dois times se declararam campeões -, 92 e o de 2002, abalaram a credibilidade do torneio estadual do Rio. 

Hoje, me arrisco a dizer que estaduais devem ser comemorados no máximo de 6 em 6. Digo mais, caminhamos (com a insistência dos cartolas em não modificar o torneio) para o dia em que só comemoraremos tal título de 10 em 10. 

Por isso, como torcedor de um dos dois únicos clubes que podem se orgulhar de ter ultrapassado as três dezenas de títulos cariocas, comemoro a conquista de hoje como a primeira de uma nova série de 10 que se inicia. 31 títulos não é pouca coisa, é prova inconteste de grandeza, independente de patrocínio, dirigente ou jogador. 

Vamos agora tratar do trigésimo segundo título! 

*** 

Agora, pra comemorar mesmo, sem moderação, é a confirmação do empréstimo do Araújo ao Náutico. Tudo bem que o Flu ainda arcará com parte do salário dele. Mas só de saber que ele não é mais uma “opção” no banco, eu já fico bem mais aliviado. 

ST

6 comentários:

Marcelo Braga disse...

Parabéns, Renato! Parabéns aos tricolores! Desde que Abel chegou ao Flu ganhou tudo que disputou.

ST

El Rafo Saldaña disse...

É mesmo, Marcelo? O Abel treinou o time no Brasileiro do ano passado, não?

PCFilho disse...

Abel treinou o Flu no segundo turno do Brasileirão. E o Flu conquistou o troféu simbólico do segundo turno.

Parabéns, tricolores! Agora, que venha a América!

ST,
PC

Marcelo Braga disse...

O Abel assumiu na metade do 1º turno e foi campeão do 2º turno.

Mais alguma dúvida?

JTVascão disse...

kkkkkkkkkk. Esses simpatizantes do FluminenC me matam de rir. Vocês esqueceram de mais uma coisa: depois que o Abel assumiu, o FluminenC foi o time que mais fez gols com o pé direito até os 37 minutos do 1º tempo. É campeão!!! NenCCCC!!!

Rodrigo disse...

Araújo foi sacaneado pelo Abel. Sempre que entrou, jogou bem. Não fiquei tão contente com esse emprestimo