sábado, 27 de agosto de 2011

Adeus, ano velho!

É rapaziada, a vaca foi pro brejo, com sininho no pescoço e tudo. Em uma semana de 9 pontos decisivos, o Flu conquistou apenas 1 e, com 10 derrotas, já começa a pensar na Copa do Brasil e na Sul-Americana do ano que vem.

Durante a semana não tive tempo de escrever, mas li muito do que os torcedores escreveram sobre o Flu na Internet. A percepção geral é desastrosa. O torcedor está pessimista (o que é justificado) e histérico (o que já me parece exagero).

É verdade que 2011 já acabou pra nós e não foi um bom ano. No ano em que defendíamos o título acabaremos, provavelmente, como o pior dos cariocas. Mas vejo a torcida tricolor desesperada, em uma revolta de jacobinos, querendo enforcar o busto do Castilho em praça pública. Sinceramente, não acho que exista motivo pra tanto.

Não podemos nos comportar como palmeirenses ou atleticanos. No Atlético-MG cada espirro do Kalil vem acompanhado da demissão de um treinador, e no Palmeiras o clima é tão ruim que o Felipão tem que apagar um incêndio por semana. Mas temos que lembrar que, esses clubes, mesmo com a boa estrutura que tem, ainda vivem na segunda divisão psicológica, e não ganham nada há décadas! Por isso, esse destempero é, até certo ponto, justificável. O Botafogo também viveria pressão semelhante, caso ainda tivesse torcida.

O caso do Flu é diferente. Tudo bem que merecíamos uma campanha melhor, e ver o Souza jogando até os 34 do segundo tempo é dose. Mas nos últimos anos ganhamos uma Copa do Brasil e um Brasileiro. Além disso, sabíamos que, com a nova diretoria, haveria um período de transição, onde a prioridade é melhorar a estrutura do clube e tirá-lo do caminho do endividamento descontrolado.

Portanto, ao invés de atear fogo na sede ou pedir cabeças, acho que é hora de planejarmos 2012. Com serenidade e critério.

3 comentários:

Marcelo Braga disse...

Planejamento 2012 já! Inclusive, aproveitar os jogos que restam pra inserir valores da base, dar experiência às promessas. Tentar vender meia-dúzia de cabeça de bagre e comprar o Lanzini. E, de uma vez por todas alguém botar na cabeça do Abel que essa história de acabar o jogo com 4, 5 atacantes não resolve nada.

ST

El Rafo Saldaña disse...

Vcs estão vivendo hoje o q passamos em 2008 - O ano q Roberto entrou...Torçam pro final ser diferente...

Marcelo Braga disse...

Tem razão, Saldanha, foi o que a urubuzada viveu ano passado também.